Início > Cursos > Instalações Prediais (Hidráulicas e Elétrica) e o Projeto de Arquitetura
Instalações Prediais (Hidráulicas e Elétrica) e o Projeto de Arquitetura
Descrição

As instalações prediais constituem subsistemas que devem ser integrados ao sistema construtivo proposto pela arquitetura, de forma harmônica, racional e tecnicamente correta.

Quando não há coordenação e/ou entrosamento entre o arquiteto e os profissionais contratados para a elaboração dos projetos complementares, pode ocorrer uma incompatibilização entre os projetos, o que, certamente, aparecerá depois, durante a execução da obra, gerando inúmeras improvisações para solucionar os problemas surgidos e finalizar a execução das instalações.

Um projeto arquitetônico elaborado com os equipamentos e aparelhos adequadamente localizados, tendo em vista suas características funcionais, compatibilizado com os projetos de estrutura, fundações, instalações e outros pertinentes, é condição básica para a perfeita integração entre os vários subsistemas construtivos. O projeto de instalações prediais harmoniosamente integrado aos demais projetos do edifício permitirá fácil operação e manutenção das instalações.

Este curso foi desenvolvido com o intuito de abordar as principais interferências e interfaces das instalações prediais com o projeto arquitetônico. Para tanto, apresenta noções básicas necessárias, ou seja, uma visão simplificada dos vários subsistemas das instalações prediais voltadas para o arquiteto, designer ou estudante de arquitetura, para que possam antecipar as soluções das interfaces e, conseqüentemente, desenvolver projetos harmonizados com as instalações visando seu perfeito funcionamento. Essa compatibilização entre os vários subsistemas envolvidos na construção do edifício resultará em um correto andamento de obra evitando improvisações.

Público Alvo

- Engenheiros

- Arquitetos

- Designers

- Técnicos em Edificações

- Projetistas de instalações

- Alunos dos cursos de engenharia  civil e arquitetura e urbanismo

- Demais profissionais que atuam na construção civil.

 

Objetivo

Apresentar os principais conceitos das instalações prediais com enfoque no projeto arquitetônico;

Mostrar ao projetista de arquitetura a importância da integração das instalações prediais ao projeto arquitetônico de forma harmônica, racional e tecnicamente correta;

Abordar os aspectos tecnológicos das instalações prediais visando a sua adequação aos sistemas construtivos;

Discorrer sobre as interferências e interfaces das instalações prediais no espaço construído.

Programação

A-) INSTALAÇÕES PREDIAIS HIDRÁULICO-SANITÁRIAS

INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ÁGUA FRIA

– Considerações gerais - Entrada e fornecimento de água fria – Dimensões do abrigo para o cavalete – A entrada de água e suas interfaces com a arquitetura – Medição de água individualizada em edifícios residenciais e comerciais – Instalação de poços artesianos – Sistemas de abastecimento e suas interfaces com a arquitetura – Os reservatórios no projeto arquitetônico – Interfaces da altura e localização do reservatório com a pressão dinâmica – Tipos de reservatórios (moldados in loco e industrializados) – Interfaces entre volume, área e altura do reservatório – Dimensionamento dos reservatórios – Interfaces da rede de distribuição com a arquitetura - Barrilete, colunas e ramais de distribuição – Desenhos das instalações – Materiais utilizados – Pré-dimensionamento das canalizações – Parâmetros hidráulicos do escoamento – Estimativa de vazões – Consumo máximo provável  – Método dos pesos relativos – Velocidade máxima – Ruídos e vibrações nas canalizações – Golpe de aríete – Soluções para se evitar ruídos no projeto arquitetônico  – Perda de carga nas canalizações – Tipos de perdas de carga – Relação entre perdas de carga e pressão nos pontos de utilização – Pressões mínimas e máximas – Problemas com a pressão estática e pressão dinâmica – Dispositivos controladores de pressão (pressurizador e válvulas redutoras de pressão) – Cálculo da pressão dinâmica nos pontos de utilização.

 

INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ÁGUA QUENTE

– Considerações gerais – Componentes do sistema – Estimativa de consumo – Sistemas de aquecimento – Tipos de aquecedor – Aquecedores elétricos – Aquecedores a gás – Aquecedor solar – Interfaces do aquecedor  solar e o projeto arquitetônico – Dimensionamento de aquecedores – Rede de distribuição – Isolamento térmico – Temperatura máxima no sistema – Dispositivos de utilização e altura dos pontos de consumo – Detalhes isométricos – Dimensionamento das tubulações de água quente – Parâmetros hidráulicos do escoamento – Materiais utilizados.

 

INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ESGOTO

– Considerações gerais – Os aparelhos sanitários no projeto arquitetônico – Número mínimo de aparelhos – A importância do desconector – Tipos de sifões  – Aparelhos passíveis de sofrer retrossifonagem – Áreas ergonômicas – Instalações em banheiros e suas interfaces com a arquitetura – Instalações dos aparelhos (lavatório, bacia sanitária, bidê e chuveiro) – Instalações em cozinha e suas interfaces com a arquitetura – Instalações dos aparelhos (pia, máquina de lavar prato e filtro) – Instalações em área de serviço e suas interfaces com a arquitetura – Instalações dos aparelhos (tanque e máquina de lavar roupa) – Instalações de caixas sifonadas – Ralos secos – Ralos especiais (antiespuma, anti-infiltração e ralo linear) – Instalações de esgoto em pavimentos térreos – Instalações em pavimentos sobrepostos – Tubos de queda de esgoto e gordura – Previsão de forro rebaixado no projeto arquitetônico; – Interfaces das instalações de esgoto em pavimentos críticos – Interfaces da ventilação com a arquitetura – Subcoletores de esgoto em residências e edifícios – Caixas de inspeção e gordura – Coletor predial – Materiais utilizados – O traçado das instalações e suas interfaces com a arquitetura – Definição das prumadas no projeto arquitetônico – Interfaces das prumadas com os elementos estruturais – Áreas destinadas aos dutos de passagem e inspeção – Sistemas de shafts visitáveis – Shafts horizontais (piso Box) – Tubulações embutidas e aparentes – Tubulações embutidas em alvenaria – Tubulações aparentes – Tubulações enterradas – Níveis do terreno e redes de esgoto – Reuso de águas cinzas.

 

 INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ÁGUAS PLUVIAIS

– Considerações gerais – O sistema de águas pluviais e o projeto arquitetônico – Componentes do sistema de águas pluviais – Vazão de projeto – Intensidade pluviométrica – Período de retorno – Dados pluviométricos históricos – Área de contribuição de vazão – Esquemas indicativos para cálculos de áreas de contribuição de vazão – A calha no projeto arquitetônico – Transbordamento de calhas – Declividade das calhas – Interfaces da declividade com os telhados – Forma da seção das calhas – Dimensionamento de calhas – Calhas semicirculares – Calhas de seção retangular – Os condutores verticais no projeto  arquitetônico – Condutores embutidos e aparentes – Definição das prumadas no projeto – Dimensionamento de condutores verticais – Materiais utilizados – Condutores horizontais – Dimensionamento de condutores horizontais – Caixa coletora de águas pluviais – Tubulações aparentes e enterradas – Caixa de areia – Caixa separadora de óleo e graxa – Níveis do terreno e condutores horizontais – Ligações clandestinas – Lei de servidão – Utilização de água da chuva – Sistema de reaproveitamento.

 

B-) INSTALAÇÕES ELÉTRICAS PREDIAIS

INTERFACES DAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS COM O PROJETO ARQUITETÔNICO: - Improvisos na obra - Importância do arquiteto e do layout - O projeto de instalações elétricas - Importância das normas. 

FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA: - Pedido de ligação de energia - Limites para o fornecimento - Carga total instalada.  

PADRÃO DE ENTRADA: - Entrada de energia elétrica - Critérios para a instalação do padrão de entrada  - Ponto de entrega -- Ramal de ligação - Interfaces do ramal de ligação com o projeto arquitetônico - Poste particular e pontalete - Quadro de medição - Localização do quadro de distribuição no projeto arquitetônico.

EQUIPAMENTOS DE UTILIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA: - Instalação de equipamentos - Instalações inadequadas - Instalação de aparelhos especiais - Os equipamentos e suas interfaces com o projeto arquitetônico.

POTÊNCIA ELÉTRICA: - Tensão e corrente elétrica - Potência elétrica total instalada  - O cálculo do consumo

QUADROS DE DISTRIBUIÇÃO: - Alimentação do quadro de distribuição - Componentes e dimensões do quadro - Critérios para previsão de circuitos - Localização no projeto arquitetônico - Subdivisão dos quadros de distribuição no projeto arquitetônico.

CIRCUITOS DA INSTALAÇÃO: - Circuitos de distribuição - Circuitos terminais - Divisão de circuitos - Limites de potência para os circuitos terminais - Importância dos cálculos.

ATERRAMENTO DO SISTEMA: - Aterramento da entrada consumidora - Barramento equipotencial - Aterramento do quadro de distribuição de energia - Aterramento dos aparelhos eletrodomésticos. 

DISPOSITIVOS DE PROTEÇÃO PARA BAIXA TENSÃO: - Tipos de disjuntores

PRINCIPAIS COMPONENTES UTILIZADOS NAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS: - Eletrodutos - Caixas - Condutores de eletricidade - Dimensionamento dos condutores

DISPOSITIVOS DE MANOBRA: - Tipos de interruptores - Dimensionamento dos interruptores.

TOMADAS DE CORRENTE: - Tipos de tomadas - Tomadas de uso geral - Tomadas de uso específico - Quantidade mínima de tomadas - Potência mínima das tomadas.

LUMINOTÉCNICA: - A importância do arquiteto - Estudo da iluminação - A importância do layout - Cálculo de iluminação - Interfaces da iluminação com o projeto arquitetônico - Iluminação residencial - Iluminação comercial e administrativa - Iluminação industrial.

Carga Horária
12:00